Vira Lata – Cães Sem Raça Definida


vira lata é, sem dúvidas, o cão mais conhecido no Brasil. Até mesmo porque, dificilmente (para não dizermos impossível) você encontrará alguma pessoa que não tenha tido contato com pelo menos um pet deste tipo, alguma vez na vida. Afinal, esta raça que, na verdade, trata-se de “sem raça definida”, é muito corriqueira em qualquer lugar, devido a reprodução sem os devidos acompanhamentos (veja aqui tudo sobre castração de cachorro) e o cruzamento entre raças.

Desse modo, muita gente ainda têm dúvidas acerca da personalidade desse tipo de cachorro. Se questionam sobre os mesmos serem mais agitados, ou não. O que, na verdade, depende bastante. Portanto, se você quer saber mais sobre os SRD, siga este artigo até o fim.

vira lata

Foto: Petz

Quem são os cães vira lata?

Basicamente, os vira lata são aqueles cães que surgiram a partir do cruzamento de outras raças. Por exemplo, se um cachorro da raça X, cruzar com um cachorro da raça Y, o seu filhote virá com uma mistura de ambos. Logo, as suas características físicas, psicológicas e comportamentais sofrerão impacto por conta disso.

Não podemos apontar na história alguma data de “origem” do vira lata. Pois, como mencionamos, esta raça nada mais é do que a mistura de outras. E, desde que o mundo é mundo, muitos cães podem ter cruzado entre raças diferentes, dando origem a outros pets exclusivos.

Entretanto, podemos ressaltar o que o seu nome realmente significa. E, verdadeiramente, diz respeito à realidade da grande parte dos SRD. Visto que, costumeiramente, vemos este tipo de cão abandonado na rua e, por conta da sua necessidade de sobrevivência, ele revira lixos em busca de comida, por exemplo. Com isso, este estereótipo foi o estopim para que os SRD passassem a ser chamado de vira lata.

Características do vira lata

Como mencionamos, estamos tratando de uma “raça” canina que diz respeito à junção de diversas características e traços. Por conta disso, podemos discutir acerca de alguns fatores, que citamos a seguir:

vira lata

Foto: PetLove

Cores

As cores podem ter uma variação bem interessante. Afinal, um cão preto que cruzar com um bege, resultará em uma mistura de DNA que poderá fazer com que o vira lata nasça com traços diferenciados. Por isso, não podemos apontar apenas uma cor para os SRD. Na verdade, é bem possível que todas as cores façam parte desta categoria. E, mais do que isso, diversas cores façam parte de apenas um animal. O que torna estes cães ainda mais adoráveis e lindos, devido à sua variedade de beleza.

Temperamento

O temperamento é outra coisa que precisamos pensar, sempre que vamos adotar um cachorro. Mas, novamente, no caso dos vira lata, não é possível dizermos se eles são mais carinhosos ou mais estressados. Tampouco se são mais quietinhos ou agitados.

Tudo dependerá do temperamento de seus pais. Portanto, se você quiser saber como será a personalidade do seu cão vira lata, o ideal é que você conheça os seus pais primeiro. Assim, poderá observar ambos e já terá uma pequena prévia de como será essa junção mais tarde.

É claro que apenas esta observação não basta, pois não é possível saber exatamente quanto ele irá “absorver” de cada um deles. Mas, já é uma ótima forma de conhecer o pequeno pet.

Tamanho

Do mesmo modo como ocorre nos tópicos anteriores, o tamanho do seu cachorro também sofrerá interferências por parte de seus pais. Por exemplo, se dois cães grandes cruzarem, é claro que o filhote também será mais robusto. Agora, se um grande cruzar com um pequeno, aí poderemos nos deparar com um porte médio, ou até mesmo com um porte pequeno.

Foto: Hypeness

Não há como traçar com toda a certeza, antes de conhecermos o filhote. Mas, dá para compreendermos a dimensão das possibilidades, apenas observando as características dos pais do pet.

Leia também: 99 Nomes para Cachorro Fêmea | Sugestões e Ideias

Relacionamento com outros cães e pessoas

Os cães vira lata são costumeiramente conhecidos como muito carinhosos e próximos de seus donos. Mas, novamente, não podemos dizer que todos eles agirão dessa forma. É importante que você observe o comportamento do mesmo, desde pequeno. E, caso você perceba qualquer sinal de irritabilidade e agressividade, por exemplo, talvez a melhor opção seja educá-lo o quanto antes.

Aqui, você já deverá considerar o adestramento, por exemplo. Pois assim já poderá preparar o seu pequeno filhote para um futuro próximo. E, dessa maneira, poderá evitar complicações e comportamentos indesejáveis, até mesmo com relação à sua sociabilidade.

É na infância que os cães aprendem tudo sobre a vida. Por isso, nessa faixa de idade você deverá promover o contato com outros animais e pessoas, de modo gradativo, até que isso se torne uma realidade para ele. Afinal, não adianta querer que apenas na vida adulta, da noite para o dia, o seu cachorro se comporte bem com outros cães e crianças. Pois isso apenas o estressará e provocará desconfortos para ele e para você tutor.

Veja também: Sarna Negra | Sintomas, Como Tratar o Seu Cachorro

Como cuidar de um vira lata?

Agora que você já conheceu melhor as características deste pet, deve estar se perguntando acerca da melhor forma de cuidar do mesmo. Acontece que não existe um segredo e tampouco um passo a passo de como cuidar destes animais, mas, você pode se atentar para algumas coisas importantes. Sendo elas:

  • Adestramento: O adestramento é imprescindível para que o cachorro se adapte as mais diversas situações do dia a dia. Assim ele se mantém tranquilo e saudável mentalmente.
  • Espaço: Foque sempre no objetivo de deixar um espaço agradável para o pet. Para isso, limpe, organize e dê a ele a chance de correr e brincar, mesmo quando estiver dentro de casa.
  • Alimentação: Busque sempre alimentá-lo com ingredientes de qualidade. A alimentação natural, por exemplo, é uma boa alternativa.
  • Passeio: Sempre passeie com o seu cachorro. Ele precisa gastar esta energia para ser saudável física e mentalmente. Por isso, certifique-se que o mesmo está usufruindo de momentos assim.
  • Visita ao veterinário: A visita regular ao veterinário também é importante. Visto que assim você poderá promover um check-up corriqueiro, evitando que alguma doença comprometa a saúde do pequeno.
  • Higiene: Nunca se esqueça da higiene do animal! Aqui, você deverá cuidar dos pelos, dos dentes e das unhas. Assim você o mantém saudável, limpinho, confortável consigo mesmo e, inclusive, mais feliz.

Com todos estes cuidados, certamente você fará o seu pequeno vira lata muito feliz. Pode acreditar!

Add Comment