Agapornis-Roseicollis


São aves incrivelmente lindas e que atraem muito pela enorme variedade de cores existentes. Além disso, diversas são as possibilidades de mutações dos Agapornis Roseicollis, o que amplia ainda mais as opções.

Agapornis-Roseicollis

Pássaros inseparáveis, os Agapornis em geral são a paixão de muitos criadores no Brasil. 

Sendo que este fato ocorre especialmente porque a espécie não pertence a fauna brasileira, o que facilita sua aquisição. 

País de origem do Agapornis Roseicollis

Essa espécie foi descoberta na África, no século XVII, porém nesse tempo era vista como uma subespécie dos Agapornis Pullarius.

Contudo um século mais tarde o Agapornis-Roseicollis foi reconhecida como uma raça diferente. 

Essa portanto é uma ave considerada exótica, ou seja, não está presente naturalmente no território brasileiro. Esta é muito comum na Angola e namíbia. Veja abaixo alguns tipos de cores de Agapornis:

  • Roseicollis de coloração verde;
  • Arlequin Jade;
  • Lutino;
  • Golden Japonês;
  • Pastel cobalto;
  • Violeta.

Importante colocar que através das mutações feitas as possibilidades de cores são extremamente diversificadas. Assim, existe uma grande variedade nessa espécie devido a essas mudanças que acontecem conforme os cruzamentos. 

Tamanho Peso e Sexo 

Os pássaros do tipo Agapornis Roseicollis medem mais ou menos 16 centímetros e pesam em média 50 gramas. Sendo que as fêmeas costumam ser um pouco maiores em relação aos machos.

Quando ainda filhotes os dois sexos são bem parecidos. Entretanto algumas fêmeas se diferenciam pela cor da cabeça que tende a ser menos vívida. Ou seja, geralmente o rosto dos machos tem coloração mais forte.

Para ter certeza do sexo dessa espécie existem pelo menos duas formas: observação e exame de DNA. Desta forma, na primeira opção são colocados vários pássaros juntos e ao decorrer de alguns dias eles formam pares.

Realizando o exame de DNA não haverá dúvidas, uma vez que é a forma mais eficaz para descobrir o sexo. Embora seja um método pago, segundo criadores não é caro e pode ser adquirido com facilidade através da internet.

Alimentação dos Agapornis Roseicollis

No que se refere a alimentação dos Agapornis Roseicollis diga-se que é bem simples, pois comem grãos e sementes. Assim, misturas e combinações desses dois também são bem aceitas por estes pássaros, além de frutas e ervas.

Então é só procurar em lojas especializadas e adquirir uma alimentação de qualidade. Pois de acordo com alguns criadores dentre outros fatores, o tipo de alimentação está diretamente relacionado a quantidade de reprodução.

Não se pode alimentar estes pássaros com alimentos para seres humanos. Inclusive alguns são extremamente proibidos, entre eles abóbora, salsinha, arroz e alface.

A hidratação também é muito importante, portanto, tenha sempre água disponível nas gaiolas. Também é necessário que esta seja trocada todos os dias e sempre esteja fresca.

A reprodução 

Os Agapornis Roseicollis podem reproduzir-se durante o ano inteiro, entretanto isso não é aconselhável. Isso porque eles são cuidadosos com seus filhotes. Logo se desgastam muito preparando o ninho e cuidando dos ovos.

Portanto é indicado que eles se reproduzam de duas a três vezes no máximo no período de um ano. Assim conseguem cuidar bem de seus filhotes e ainda não chegarem à exaustão.

É um método eficaz oferecer papa de ovo nos períodos de procriação. Também é interessante dar verduras em dias alternados nessa época, especialmente assim que os filhotes nascerem.

Importante destacar que nos tempos de reprodução os pássaros tendem a ficar um pouco ariscos, bravos. Então tome cuidado com este instinto natural que se faz presente como forma de defender suas crias. 

Para incentivar a reprodução os criadores devem colocar uma caixa que pode ser encontrada a venda em Pet shops. Também providenciar pedaços de madeira, galhos e palha, tudo semelhante ao que encontrariam em um habitat natural.

É aconselhado a colocação desse ninho em um local bem alto, tendo a disposição dos Agapornis Roseicollis folhas de palmeira. Ou ainda quando não for possível conseguir faça tiras de papel guardanapo. 

Não se pode esquecer ainda da água para o banho, pois as penas molhadas trarão umidade necessária para o ninho. Logo esta será absorvida através do papel ou das folhas, proporcionando os resultados esperados.

Garantindo bons resultados do Agapornis Roseicollis

É preciso pensar bem antes de iniciar uma criação de pássaros, pois são aves que precisam de cuidados. Então planeje detalhes como espaço disponível para mantê-los, alimentação necessária e cuidados com higiene.

Na hora de comprar um Agapornis Roseicollis é bom optar por aves jovens de até dois anos de idade. Pois fazendo assim, será possível um bom tempo de reprodução, uma vez que se reproduzem até os oito anos.

Comprá-los mais jovens também é bom para que se acostumem com seus donos. Porque sendo já adultos podem estranhar e se debater na gaiola pela simples presença da pessoa. Entretanto com paciência podem acostumar-se.

O tamanho das gaiolas nas diferentes fases da vida dos pássaros influencia diretamente na musculatura e na reprodução. Assim após nascerem ficam com os pais por mais ou menos três meses e então são transferidos para outras gaiolas.

Nessa segunda gaiola eles devem ficar junto com outros filhotes, aprendendo a disputar pelo próprio alimento como seria na natureza. Então após um tempo de adaptação é indicada uma gaiola bem maior.

O objetivo de um espaço maior é estimular o voo, e conseguinte desenvolvimento das musculaturas. Dessa maneira se tornam pássaros fortes e saudáveis, especialmente se forem expostos também a chuva e sol.

Após esse desenvolvimento eles já estarão com 7 e 8 meses e prontos para começarem a reprodução. Embora não seja garantida a mesma tudo indica que tão logo o casal se forme comece a ter filhotes em torno de 15 dias.

Sobre o canto, fala e ambiente ideal

Essa ave em especial é bem barulhenta e ativa independente se está em cativeiro ou em ambiente natural. Assim para aqueles que são simpatizantes seu canto é considerado muito agradável.

Esta não é uma espécie tão falante como papagaios por exemplo. Entretanto tem a capacidade de aprender a balbuciar algumas palavras pequenas, assim como emitir sons característicos de humanos.

Viver na natureza sem dúvida é o mais indicado para os animais, portanto para mantê-los em cativeiro precisamos de cuidados. Dessa forma é preciso tentar reproduzir de forma mais fiel possível o habitat natural.

É essencial que os Agapornis Roseicollis tomem sol durante o período da manhã, ou seja, até as 11:00. Também é muito importante que eles fiquem em um local tranquilo.

Significado do nome Agapornis Roseicollis

Além de ser uma ave muito bonita, essa espécie tem em seu nome uma tradução sugestiva ao romance. Embora sejam pássaros africanos seu nome é de origem grega e faz referência ao amor.

Traduzindo Agapornis temos “Ágape”, que significa amor, e “ornis” que equivale a pássaro, logo: pássaro do amor. Já o outro nome Roseicollis diz respeito a cor do rosto, sendo definido como face rosada.

Outras características 

Os Agapornis Roseicollis receberam este nome por serem extremamente carinhosos entre os seus, da mesma espécie. Além disso, os donos também desfrutam deste temperamento geralmente dócil.

Outra característica é que são aves monogâmicas, ou seja, são parceiros por toda a vida. Dessa maneira, uma vez formado um casal, eles se tornam inseparáveis e sem dificuldades comumente irão reproduzir.

Sobre a Higiene

Esses pássaros gostam bastante de tomar banho todos os dias, mas conseguem fazem isso sozinhos. Sendo assim só é necessário deixar água disponível para eles.

Verifique que terminaram o banho e então retire a água. Por que eles poderiam tomar a água suja, então para evitar é importante colocar outra água que esteja limpa e adequada para beber.

Outras particularidades deste pássaro 

Observe que estas aves são bem saudáveis e raramente irão ficar doentes. Como é de origem estrangeira dificilmente haverá problemas no que diz respeito a criação. Observe outros atributos destes pássaros:

  • Uma vez ensinados eles podem aprender alguns truques;
  • Sua expectativa de vida é de 10 anos;
  • Pertence a mesma família dos papagaios, das cacatuas e araras;
  • Se adapta facilmente ao cativeiro;
  • As fêmeas, com raras exceções são boas mães, dedicadas a cuidar de seus filhotes.

Campeonato de Aves Exóticas

Como os Agapornis Roseicollis se encaixam nesse tipo de aves, seus criadores podem participar de um campeonato anual. Sendo que este é organizado e incentivado pela FOB (Federação Ornitológica do Brasil).

Essa associação é composta por mais de quatro mil criadores de aves exóticas no país. Destas todas são legalizadas, sendo permitida sua criação e eventual comercialização. 

Existe um esforço da FOB em coibir o contrabando de aves. Assim essa é uma luta constante preconizada por seus idealizadores e também pelos criadores associados.

Diante do exposto só é permitido a participação de pássaros que tenham um anel de identificação, conforme exigências da FOB. Além de outras regras que são específicas para cada categoria.

Em 2019 a competição foi realizada em Ibatiba, São Paulo. Dessa forma na oportunidade foram avaliados fatores como cor, porte e canto dos pássaros inscritos. 

Em 2020 já está marcado um novo campeonato que ocorrerá entre os dias 09 a 18 de julho. O mesmo também ocorrerá no Centro de Eventos da Federação Ornitológica do Brasil em São Paulo.

Possíveis descrições:

Agapornis Roseicollis é uma espécie linda e exótica de pássaros. Não pertence a fauna brasileira por isso é bem fácil criar em casa e até negociar o pássaro do amor.

Conhecidos como inseparáveis da face rosada, os Agapornis Roseicollis são aves africanas muito admiradas no brasil. Descubra outros detalhes sobre esta espécie. 

Referências

Add Comment