Licença para Animal Silvestre | Como conseguir a licença?


Conseguir a licença para animal silvestre é o primeiro passo para ter um bichinho de estimação um tanto quanto diferente. Afinal, existem diversas opções para os apaixonados por animais, mas que não estão à venda nos pet shops que costumamos visitar.

Desse modo, aprender a como conseguir esta licença é muito importante para adquirir um novo amigo com segurança e responsabilidade. E para te ajudar, elaboramos este guia completo. Acompanhe a seguir.

 

Como conseguir a licença para animal silvestre? Passo a passo

Alguns animais silvestres como o mico leão dourado, o lobo guará, a capivara, a coruja, a arara azul e o boto cor de rosa são bastante atrativos para quem busca por uma criação um tanto exótica. Porém, para que estes lindos animais tenham todo o suporte necessário e possam ser cuidados da melhor forma, é preciso adquirir a licença. Abaixo você compreenderá como funciona todo o processo:

1- Cadastro no Ibama

O primeiro passo é o cadastro que você deverá fazer no Ibama. Para isso, você deverá primeiramente pensar na “modalidade” de criação que você deseja. Isto é: você quer ser um criador amador ou profissional?

Caso deseje ser um criador amador, basta fazer o seu cadastro no próprio site do instituto, através do serviço chamado Sistema Nacional de Gestão da Fauna Silvestre, o conhecido SisFauna. Lá você deverá selecionar a categoria que se enquadra, como por exemplo, de pássaros.

Em contrapartida, caso queira abrir um criadouro para venda dos animais silvestres, é importante que você se atente para a Lei IN 169/2008 e siga todos os requisitos estabelecidos por ela. Qualquer criação que fuja destes padrões será considerada como ilegal e o responsável por ela deverá responder judicialmente.

Leia também: Como criar calopsita

 

2- Vá até o Ibama

Assim que você finalizar o seu cadastro, já terá acessado a lista de documentos necessários para conseguir a licença para animal silvestre. Portanto, deverá se dirigir até uma unidade do Ibama próxima de você, munido de todos os documentos solicitados.

Feito isso, deverá aguardar a homologação e a emissão do boleto da licença. Lembre-se que você apenas adquirirá a licença pelo animal silvestre que você selecionou lá no seu cadastro. E, desse modo, o boleto poderá sofrer alguma variação, dependendo da categoria.

3- Encontre um criadouro ou criador legalizado pelo Ibama

Assim que o seu cadastro já estiver efetivado, e você já recebeu a sua licença regular para a criação de animais silvestres, você poderá ir em busca da sua aquisição. Para isso, deverá pesquisar por criadouros e criadores que estejam legalizados pelo Ibama.

Ou seja, eles deverão contemplar os pré-requisitos estipulados pela Lei que mencionamos anteriormente. Caso contrário, embora você tenha a licença, se adquirir um animal de um criadouro ilegal, terá que arcar com as consequências do mesmo modo. E ainda: caso encontre este tipo de criadouro, não hesite na hora de denunciá-lo! Pois é bem possível que o dono esteja explorando os pobres animais, visando apenas o lucro.

Portanto, apenas adquira de criadores e criadouros autorizados, como por exemplo, um criador amadorista que também esteja regular junto ao Ibama. Jamais compre um animal de modo ilegal! Não financie este tráfico!

 

A licença para animal silvestre é fundamental!

A licença para animais silvestres é muito importante para garantir todo o suporte necessário para o bichinho. Afinal, caso você precise de um veterinário, por exemplo, deverá provar a legalidade do seu “porte”. E, caso não a tenha, o veterinário poderá denunciar você.

Portanto, se você quer ter um animal silvestre, busque a licença antes de qualquer coisa! Permita que ele tenha uma vida digna com você, com todo o amparo necessário. Assim todo mundo pode viver os seus hobbies e desenvolver-se da melhor e mais saudável forma possível.

Leia também: Vídeo engraçado de papagaio

Add Comment