Tartarugas domésticas: 5 coisas que você precisa saber


As tartarugas domésticas sempre se caracterizaram como um animal de estimação expressivamente popular. Diversas pessoas perceberam de uma maneira bem complicada que, por incrível que pareça, elas não são um tipo de bicho fácil de cuidar e nem possuem um custo de manutenção reduzido.

Essas tartarugas são o tipo de animal ideal para aquelas pessoas que desejam ter um bicho de estimação que não tenha muitas demandas emocionais que alguns tipos de pets têm, como os gatos e os cachorros.

Tartarugas domésticas

Contudo, é essencial que você compreenda que esse animal precisa de cuidados muito especiais. Portanto, continue atento na leitura desse artigo para aprender algumas dicas para cuidar das tartarugas domésticas.

Dica 1 – O modo certo de pegar e abordar as tartarugas domésticas

Quem olha para as tartarugas domésticas e seu impressionante casco, acredita erroneamente que elas podem ser pegas de qualquer e que até mesmo podem colocar coisas em cima do casco, ou pior, sentar em cima dele (!).

O corpo da tartaruga doméstica tem algumas partes mais sensíveis, como justamente o seu casco, a sua carapaça. Sendo assim, sempre que for pegar as tartarugas domésticas, pegue-as pelas partes laterais e lembre-se de deixar o seu rosto sempre visível. Isso a deixará muito tranquila.

Quando segurar essa tartaruga, de forma alguma deixe-a cair. Segure-a de forma firme e consistente, mas sem apertar o bichinho. Quando elas possuem tamanhos maiores, essas tartarugas são donas de uma força sem precedentes nas patas traseiras. Sendo assim, pegue-as de maneira que elas não sejam capazes de encostar as patas traseiras na sua mão.

Dica 2 – Como é a alimentação das tartarugas domésticas?

Você pode proporcionar às tartarugas domésticas os cuidados mais apurados e refinados, utilizar os melhores equipamentos e ter um espaço incrível e interessante para elas. Contudo, se não souber como alimentar as tartarugas domésticas de uma forma apropriada as necessidades dela, ela não vai ter um crescimento saudável.

Muito mais importante do que a quantidade de alimentos a ser providenciada, você precisa cuidar da qualidade dessa alimentação.

A alimentação das tartarugas domésticas precisa conter os seguintes nutrientes e elementos:

  • Carboidratos e gordura

Eles servirão para fornecer a energia necessária para que o corpo dela seja plenamente capaz de exercer as suas funcionalidades.

  • Aminoácidos e proteínas

O consumo de aminoácidos e proteínas beneficiam e ajudam no desenvolvimento da musculatura. Além disso, são uma ótima fonte de energia.

  • Cálcios e outros minerais

Eles são nutrientes importantíssimos para que a tartaruga desenvolva o seu esqueleto e a sua carapaça. Eles também ajudam e muito na prevenção de doenças como a paralisia, por exemplo.

  • Vitaminas

As vitaminas garantem que esse animal tenha uma maior resistência às doenças. Elas asseguram também um maior bem-estar a esses bichinhos.

Um detalhe importante é que as tartarugas domésticas precisam ser alimentadas de duas a três vezes ao dia.

Tendo em mente a alimentação desse animal, você pode dar a ela camarão do tipo Gammarus desidratado, ovos de formigas, granulado flutuante (de boa qualidade) e larvas de mosca.

Quando as tartaruguinhas forem mais jovens, pode ser dado a elas  Gammarus recém nascidos e enriquecidos com sais minerais e vitaminas, além de um granulado repleto de oligo-elementos e sais minerais.

Para os exemplares adultos, podem ser ministrados granulado vegetal, peixe seco e um granulado flutuante recheado de cálcio e aminoácidos.

Além dessa alimentação bem específica que mencionamos, você pode dar as tartarugas domésticas alguns vegetais, tais como:

  • Pepino;
  • Banana;
  • Maçã;
  • Mamão;
  • Verduras

Não dê alface (de modo contínuo) e nem frutas ácidas, pois pode acabar ocasionando problemas intestinais, inclusive diarreia.

Dica 3 – Construa um habitar adequado para ela

Uma boa parte das tartarugas crescem muito. Desse modo, elas necessitam, obrigatoriamente, de lugares com bastante espaço, como, por exemplo, tanques de proporções grandes ou então caixas de tamanho mais avantajado.

Grande porcentagem das tartarugas domésticas tem uma condição de vida melhor e permanece mais saudável se elas possuírem um espaço na parte externa da casa para poderem viver, independente se forem do tipo terrestre ou aquático.

Quando as tartarugas são grandes, podem gerar uma quantidade elevada de resíduos. Isso significa que elas fazem muita sujeira e bagunça quando são de grande porte. Por conta disso, além de viver em um local espaço para circularem, elas precisam que o lugar esteja constantemente limpo.

Além disso, precisam de uma “casinha” ou um lugarzinho coberto para poderem hibernar. O espaço delas também necessita receber uma boa porção de sol, pois aquecimento é algo crucial para elas.

Dica 4 – Necessidades específicas para tartarugas terrestres e aquáticas

Existem basicamente dois tipos de tartarugas domésticas: as terrestres e as aquáticas. Alguns cuidados são comuns a ambas as espécies, mas, por razões óbvias, elas também apresentam algumas necessidades específicas.

  • Tartarugas aquáticas

Obviamente, as tartarugas aquáticas precisam viver em um espaço onde contenha água. Esse local precisa ter espaço e água o bastante para elas nadarem à vontade. Comumente se usa enormes tanques com água salgada ou doce e uma porção de terra, onde elas podem descansar e tomar sol.

É importante que o tanque ou aquário onde ela fica tenha profundidade suficiente para ela poder mergulhar. Além disso, a água precisa estar sempre limpa e com a temperatura regulada entre 25 a 28°C.

  • Tartarugas terrestres

As tartarugas terrestres precisam de um espaço ainda maior para poderem sobreviver. Apesar delas gastarem uma boa quantia do tempo na terra, volta e meia precisam dar aquela circulada na água, então é importante haver um pequeno espaço onde elas possam nadar de forma segura.

Dica 5 – Tempo de vida das tartarugas domésticas e cuidados especiais

As tartarugas domésticas são animais de estimação para as pessoas que querem e são capazes de dar conta de cuidar de um bicho por um longo prazo. Elas chegam a viver por aproximadamente, em média, 50 anos e, em alguns casos, podem chegar aos 100 anos. Sendo assim, só adote uma tartaruga se tiver disposição para um relacionamento duradouro com elas.

Jamais dê uma tartaruga para uma criança e tenha muita cautela e parcimônia quando coloca-la em contato com uma criança. Como as crianças não tem muita noção e cautela, podem acabar machucando o animal. Além disso, podem ocasionar contaminação por Salmonella, então evite o contato dela com crianças.

Cuidado de tartarugas domésticas

Não se deixe levar pelas ideias do senso comum quando o assunto são os cuidados com as tartarugas domésticas. Leve em consideração as dicas dadas nesse artigo e cuide com muito carinho da sua tartaruguinha.

One Response

  1. Manuel Soares 21/02/2019

Add Comment