Suplemento para diminuir queda de pelo de gato


Uma das principais preocupações de tutores de gatos é a respeito da queda de pelos em excesso. E não é para menos, afinal a queda de pelos é algo com o qual os tutores precisam lidar na maior parte do tempo e impossível de resolver totalmente, e por isso muitas vezes acabam pensando em suplementos para reduzir o problema.

Está em busca de suplemento para diminuir queda de pelo do gato? Então podemos ajudar:

Suplementos para tratar queda de pelo

Suplementos para tratar queda de pelo

 

 

Em geral, os suplementos servem para fornecer um aporte de nutrientes para aquilo que o organismo do pet precisa e existem diversas razões pelas quais a suplementação é indicada. No caso da queda de pelo, nutrientes como zinco, vitamina E, ômega 3 e ômega 6 podem fazer a diferença, uma vez que ambos atuam nutrindo o bulbo capilar e fortalecendo a pelagem como consequência.

Atenção: É importante consultar o veterinário antes de fazer a suplementação. Isso porque o problema pode ser amenizado com mudanças na dieta, como a troca da ração por uma com mais nutrientes. Os suplementos não devem ser a primeira opção, a menos que isso seja orientado por um profissional, uma vez que suplementação inadequada pode fazer mal.

O que pode causar a queda de pelo?

 

Antes de pensar em suplementação,é preciso pensar também nas causas para a queda de pelo do bichano. Na prática, a queda de pelo é um processo normal, porém é a queda excessiva – a alopecia – que deve ser investigada e resolvida.

Veja algumas causas para queda excessiva de pelo:

  • Falta de nutrientes: A alimentação pode ser um fator a provocar a queda, nesse caso sendo a deficiência de zinco, vitamina E, ômega 3 e ômega 6 a fonte do problema. Nesse caso a suplementação pode ajudar, mas convém procurar o veterinário para verificar as melhores opções para a dieta do pet e se existe a real necessidade dos suplementos. Em muitos casos a simples troca da ração já pode reverter a situação.
  • Dermatite: Existem diversos tipos de dermatite, sendo que as principais são alérgica (após o contato do pet com substância da qual ele tem intolerância) e psicogênica (distúrbio neurológico que faz com que ele se lamba mais que o normal e assim provocando maior queda dos pelos)
  • Pulgas: Além da coceira, o bichano ainda pode ter uma reação alérgica à saliva, o que aumenta a queda de pelos.
  • Alergias alimentares: Alguns alimentos podem provocar reações alérgicas, ou mesmo rações podem conter substâncias alérgicas para alguns deles. Nesse caso existem alimentos antialérgicos que podem ajudar a driblar o problema, sendo preciso consultar o veterinário para indicações a respeito.
  • Queimaduras solares: Por mais estranho que pareça, gatos podem apresentar queimaduras na pele caso permaneçam muito tempo expostos ao sol. Sendo assim o tutor não pode deixá-lo exposto muito tempo ou, caso necessário, utilizar protetor solar veterinário para proteger a pele do bichano.
  • Foliculite: Trata-se da inflamação dos folículos pilosos, responsáveis pela produção do pelo. Isso pode ocorrer pela presença de bactérias ou microorganismos. Esse problema, além de falhas na pelagem ainda pode ocorrer inflamação e pus no local.
  • Alopecia areata: Sem a presença de coceira, o problema afeta corpo e rosto do gato. Suas causas são desconhecidas.
  • Bactérias, fungos e ectoparasitas: Bactérias na pele podem provocar diferentes tipos de problemas para o felino, envolvendo queda de pelo, coceira e até inflamações. Fungos podem provocar micose enquanto os ectoparasitas provocam sarna. Requer tratamento, e tende a ser algo demorado para resolver.

Mudanças bruscas de humor: Mudanças de rotina podem provocar estresse no gato, o que se reflete também na pelagem. Tristeza, ansiedade e estresse tendem a ter esse tipo de resultado.

Dicas para diminuir queda de pelos do gato

Dicas para diminuir queda de pelos do gato

 

Existem algumas orientações que podem ajudar a amenizar a queda natural de pelos do seu pet. Confira quais são elas:

  • Escove o pelo do gato: A escovação é uma orentação básica e que pode ser eficiente para amenizar a queda natural. Isso porque os pelos que caem estarão na escova, poupando os demais pontos da casa. Use uma escova especial e adequada para as características do pelo do seu gato – existem várias no mercado – e tire pelo menos cinco minutos para essa escovação. Ele provavelmente deve gostar desse tempo a mais de atenção que será dedicado.
  • Banhos: A frequência dos banhos pode interferir nisso. Na prática, a frequência depende da raça do seu gato, mas esses banhos devem ser realizados com intervalos de no mínimo uma semana. Além disso não se deve utilizar produtos humanos no seu pet, sendo indicado os de uso veterinário, em especial quando a queda do pelo é causada por outros motivos.

Lembre-se: Existem diversos motivos para a queda de pelos do gato, sendo mais adequado investigar as causas antes de tomar uma providência. Fique de olho no bichano e consulte o veterinário em caso de necessidade.

Add Comment