Queda de pelo de Cachorro


A queda de pelo de cachorro é algo natural para praticamente todas as raças. Mas em alguns casos, ela pode acontecer em excesso, causando bastante preocupação. Quais são as causas desse problema? Como evitá-lo? As respostas para essas e outras perguntas você vai descobrir no post a seguir!

queda de pelo cachorro

Queda de pelo de Cachorro (Foto: Pixabay)

Todos os dias os cães perdem pelos e outros novos nascem, processo natural que não afeta em nada a pelagem do animal. É por isso que você sempre encontra alguns fios soltos pela casa, mesmo fazendo uma limpeza constante das áreas em que o pet transita.

Mas quando há uma queda de pelos em excesso, durante todo o ano, é bom ficar atento, pois o cão pode estar com problema de pele, alguma doença ou se alimentando mal, entre outras possibilidades que levam à perda constante dos fios.

Motivos para queda do pelo

A queda de pelo em cães é normal se acontecer de maneira uniforme em todo o corpo do bichinho e não houver manifestação de sintomas como coceira, inchaço, vermelhidão ou mudança de comportamento.

Além disso, todas as raças trocam de pelo duas vezes por ano, normalmente nas épocas de mudanças climáticas mais acentuadas, para se adaptar melhor às temperaturas. No verão, eles ganham uma pelagem mais curta e leve, enquanto no inverno esses fios mais finos são trocados por uma pelagem mais espessa.

Ou seja, a perda de pelo é natural nessas situações, não trazendo qualquer tipo de problema ao animal. Porém, ela pode estar associada a outras coisas, se ocorrer com frequência e vier acompanhada de determinados sintomas.

queda de pelo cachorro

Banho em excesso pode contribuir para a queda dos fios (Foto: Pixabay)

Conheça outras causas da queda de pelo em cães:

  • Ação de parasitas (pulgas, carrapatos, etc);
  • Infecções causadas por fungos ou bactérias;
  • Desordens hormonais;
  • Uso de determinados medicamentos;
  • Estresse agudo, devido a longas viagens, mudanças ou perda do tutor, entre outras situações;
  • Alimentação ruim;
  • Queimadura de sol;
  • Alergias;
  • Aplicação de perfumes e desodorantes;
  • Câncer;
  • Uso de shampoo de humanos;
  • Banhos em excesso.

É importante saber que algumas raças são mais propensas à perda de pelo, como as de pelo curto (Pinscher, Beagle, Bulldog Francês, Bulldog Inglês, Labrador, Fox Paulistinha, etc) e as que têm pelo médio e sub pelo denso (Chow Chow, Samoieda, Akita, Husky Siberiano, entre outros).

Já as raças que soltam menos pelo são aquelas com pelagem longa, como Lhasa Apso, Maltês, Shih-tzu, Yorkshire e Poodle, entre outras.

Como evitar a queda do pelo em excesso

A troca de pelo em cães é natural e ocorre com frequência, como dissemos anteriormente. Porém, é possível amenizar a situação com algumas medidas bem simples, caso estejam caindo grandes quantidades de fios, causando aquela sujeira pela casa e trazendo problemas para quem é alérgico.

Você pode começar escovando o cachorro todos os dias, pois isso ajuda a remover os fios soltos e impurezas que podem estar sob a pele. Use uma escova adequada para a raça do seu pet, passando-a na direção do pelo, e aproveite para recolher os fios enquanto eles caem.

Outra medida interessante é tosar o cão corretamente, procedimento que deve ser feito por um profissional especializado. A tosa facilita a transpiração e elimina pelos mortos de maneira eficaz. Vale lembrar que algumas raças devem ser tosadas com frequência (Cocker, Poodle e Shih-tzu são algumas delas).

queda de pelo cachorro

Em algumas raças, a tosa pode diminuir a perda de pelo (Foto: Pixabay)

Veja mais dicas para diminuir a queda de pelos em cães:

  • Cuide bem da higiene do seu melhor amigo, dando banhos com regularidade, mas sem exagerar;
  • Alimente o cão adequadamente, priorizando sempre as comidas caninas (não dê a ele o que você come);
  • Evite estressar o cachorro;
  • Leve-o para tomar sol diariamente, principalmente se vive em apartamento;
  • Proteja-o de pulgas, carrapatos e outros tipos de parasitas.

Caso esteja ocorrendo perda de pelo em excesso e as medidas acima não diminuírem o problema, você deve verificar se a queda de fios vem acompanhada de algum sintoma, como pele irritada, coceiras, pelo seco, feridas abertas ou lambidas constantes na parte onde o pelo caiu, por exemplo.

Ao identificar esses sinais, leve-o ao veterinário imediatamente, para que ele indique o tratamento para queda de pelo em cães mais adequado.

Remédio para queda de pelo

Se o pelo do pet está caindo muito e esse problema não é associado ao processo natural pode ser necessário o uso de remédio para queda de pelo, indicado após atendimento veterinário.

Há vários tipos de medicamentos para cachorro perdendo pelo, que ajudam a tratar a queda de fios como sintoma de doenças. Mas eles só devem ser utilizados após consulta com o veterinário, pois o profissional precisa identificar qual enfermidade está levando ao problema, para então indicar o melhor remédio para tratá-la.

Por isso, evite dar remédio para o seu bichinho de estimação por conta própria, pois essa atitude pode acabar piorando o problema.

Alimentação para evitar queda do pelo

Uma das possíveis causas da perda de pelo em excesso nos cães é a alimentação inadequada. Muitos tutores não resistem aos olhares piedosos dos seus animais enquanto estão almoçando, lanchando e jantando, e acabam compartilhando carnes, arroz, biscoitos, bolos, pães e outras comidas com o pet.

Esse é um hábito que pode contribuir bastante para a perda de brilho e a queda dos fios, além de trazer diversos outros problemas para a saúde canina, pois a dieta do ser humano não dispõe das vitaminas que os animais precisam.

queda de pelo cachorro

Raças como Chow Chow precisam de ração especial (Foto: Pixabay)

A dieta do cachorro deve ser à base de ração adequada para a sua raça, peso e idade. Uma dica interessante é priorizar as rações com ômega 3, ômega 6 e zinco, ou investir em suplementos para animais que tenham boas doses dessas vitaminas.

A alimentação para evitar queda de pelo em cães deve ter menos ingredientes artificiais e industrializados, e outro ponto em destaque é sempre oferecer água em abundância para o pet – a desidratação contribui muito para a perda de pelo.

Viu como é fácil reduzir a queda de pelo de cachorro? Com algumas medidas bem simples você vai deixar o seu melhor amigo ainda mais bonito e saudável, além de evitar aquela sujeira de pelo espalhado pela casa e nas suas roupas.

Add Comment