Gato Angorá: cuidados, alimentação e detalhes da raça


O gato Angorá é um raça felina doméstica. Ela é classificada como sendo uma das raças mais antigas e igualmente mais naturais que existem. O Angorá é também conhecido como Angorá Turco. Ele também é famoso em vários países que tem a língua inglesa como idioma oficial.

Gato Angorá

Conheça mais sobre essa raça. Saiba como cuidar e tratar seu gatinho!

Gato Angorá

Ele é originário de uma região da Turquia chamada de Ancará. Ela é bastante conhecida no continente europeu desde aproximadamente o começo do século XVII. A raça atual diz respeito a uma reprodução artificial que angariou muitas melhorias para os pelos do animal, além de ampliar seu espectro de cores.

Vai adotar um gato Angorá e deseja saber como são os seus atributos e como cuidar dele da melhor maneira? Então leia esse artigo para saber muito mais!

Os cuidados com o gato

Vamos dar algumas dicas sobre como devem ser os cuidados com o gato Angorá:

  • Ele é um gato que não precisa de banhos frequentes, assim como ocorre com as demais raças felinas. De modo geral, ele precisa de um banho a cada duas semanas. É o bastante para ele se manter limpo e higienizado.
  • Caso queira, você pode adotar um outro gato para fazer a companhia para ele, para que ele tenha uma companhia. O gato deve ser preferencialmente da mesma raça.
  • Ele é um gato muito caseiro. Por conta disso, é bacana comprar (ou confeccionar por conta própria) uma espécie de caminha bem macia e aconchegante.
  • O Angorá precisa receber uma escovação diária. Isso vai evitar que haja um excesso de pelos, que podem se acumular e formar bolas de pelo no estômago, causando graves problemas de saúde.
  • Quando ele tomar banho,  você precisa enxugá-lo com o auxílio de uma toalha, impedindo que ele fique molhado e ajudando-o a ficar com o pelo muito mais brilhante.
  • Tome um cuidado especial com os pelos na região do rosto, região anal e nas patas, pois costumam se sujar com mais facilidade e frequência.
  • Semanalmente, você deve procurar escovar os dentes dele.
  • Corte as suas unhas uma vez a cada 15 dias.
  • Procure manter a caixinha de areia sempre limpa. Isso quer dizer que tão logo ela fique suja, você deve recolher as fezes e retirar os torrões formados pela urina. De tempos em tempos, troque toda a areia e lave a caixa.
  • Ao menos uma vez por semana (ou quando ver que há necessidade), limpe o cantinho dos olhos e também as suas orelhas.
  • O comedouro e o bebedouro devem estar continuamente bastante abastecidos.

Como deve ser a alimentação?

Quando o gato Angorá possui uma idade que vai até 12 meses, a quantidade de ração a ser dada para eles é de algo em torno de 30 a 60 gramas por dia. Obviamente a ração deve ser específica para filhotes.

A partir de 1 ano de idade, o Angorá é caracterizado como sendo um gato adulto. Quando chegar nesse ponto, a quantidade de ração fornecida deve-se alterar para algo em torno de 40 a 80 gramas diárias.

alimentação Gato Angorá

Rações voltadas especialmente para essa raça são bastante importantes para evitar a ocorrência de problemas de saúde, como a diabetes. Eles possuem uma certa facilidade para engordar e se tornarem obesos, o que facilita o surgimento de diabetes. Por conta disso, só adote um desses se tiver plenas condições de arcar com os custos de uma boa alimentação.

Aliás, não só se deve tomar cuidado com sua alimentação por causa das doenças e problemas citados acima, mas pelo fato de que o estômago dos gatos dessa raça é bastante delicado. Se a alimentação não for adequada, ele também pode acabar desenvolvendo problemas estomacais. Geralmente são rações de altíssima qualidade e repletas de vitaminas, sais minerais e proteínas.

O histórico do Angorá

Assim como acontece com todos os gatos domésticos, o gato Angorá é uma raça felina cuja ascendência está no gato selvagem africano. Ao que tudo indica, o histórico do Angorá e do gato Persa estão conectados de alguma forma. O gato persa foi criado a partir de mutações do gato Angorá.

Algumas associação relacionada ao estudo dos felinos afirmam que o Persa é uma raça natural. No entanto, durante o século XIX, os gatos angorás e os gatos persas eram simplesmente idênticos, em termos físicos.

Aliás, outro detalhe curioso é que o Angorá, no começo do século XX, foi utilizado para aprimorar a pelagem do Persa, apesar de nesse momento eles apresentarem atributos completamente distintos.

Detalhes e características da raça

Os gatos Angorá são gatos de porte médio. Eles são maravilhosamente elegantes e exibem deslumbrantes pelos semi longos. Algumas das cores mais comuns presentes nessa raça são o branco e o laranja. Essas são consideradas suas cores essenciais e originais. As demais cores teriam surgido por causa de um cruzamento com os gatos siameses. Algumas das cores mais comuns são:

  • Preto;
  • Branco;
  • Azul;
  • Tricolor;
  • Chocolate;
  • Lilás
  • Vermelho;
  • Escama de tartaruga.

Quanto as cores dos seus olhos, estas podem ser azuis, verdes ou ainda o gato pode apresentar um olho de cada cor.

Sua expectativa de vida é de aproximadamente 10 anos, em média. Os machos podem atingir um peso que oscila de 4 a 5 kg, assim como também as fêmeas da raça. O tamanho da sua cabeça pode ser de pequena a média e ter um formato triangular.

Além disso, o seu focinho tem um aspecto um pouquinho “achatado”, seu queixo é arredondado e está devidamente alinhado com o focinho. Suas orelhas tem uma forma pontiaguda, com uma base mais larga. A forma dos olhos é amendoada.

Temperamento

O Angorá é um gato muito dócil,  amigável e brincalhão. Ele adora estar sempre acompanhado e habitualmente é bastante apegado ao seu dono. Ele é dono de uma grande inteligência singular, além de ser muito carinhoso e ativo, adoram brincar.

Eles são curiosos, espertos, além de serem caseiros e observadores. Gostam de aprender coisas novas e conviver com outros animais, tendo uma personalidade jovial mesmo depois de grande.

Adotando o gato

O gato Angorá é uma raça para que adora gatos que tem uma natureza um pouco mais parecida com a de um cãozinho: dóceis, carinhosos e carentes. O cuidado maior está na alimentação dele, que deve ser especial. Fora isso, é um gato tranquilo para se manter em casa.

Add Comment