Como evitar queda de pelo de cachorro


Quem tem cachorro em casa mais cedo ou mais tarde acaba tendo de se preocupar com a queda de pelos do pet. Claro, na maior parte do tempo essa queda é normal, mas pode acabar sendo um problema para a limpeza da casa e para pessoas alérgicas. Sendo assim, vale a pena descobrir um modo de amenizar ou evitar.

Quer descobrir como evitar a queda de pelo do cachorro? Então vamos te ajudar:

Porque o pelo cai?

Antes de mais nada é preciso dizer que a queda de pelo é normal entre cães, alguns soltando mais e outros menos, como uma consequência do ciclo normal de crescimento. Existe também a queda de pelos sazonal, que ocorre geralmente duas vezes por ano, sendo na primavera e no outono.

É importante dizer que a queda de pelos do cão é normal quando ela ocorre de maneira uniforme em todo o corpo, sem falhas na pelagem e não se manifestam outros sintomas como vermelhidão, coceira, inchaço ou até mesmo mudanças de comportamento. Caso contrário, será preciso observar com atenção pois pode ser sinal de que algo está errado. Sendo assim é indicado procurar um veterinário.

Doenças que causam queda de pelo

Doenças que causam queda de pelo

 

A queda excessiva de pelos também pode ser causada por doenças e outros problemas. Veja alguns deles:

Má alimentação: A carência de nutrientes pode ser refletida na queda de pelos do pet, o que pode requerer uma mudança na ração ou mesmo suplementação.

Parasitas: A presença de pulgas, carrapatos e piolhos pode trazer coceira e se refletir na queda de pelos.

Fungos ou bactérias: A presença de fungos e bactérias pode provocar reações na pele do cão incluindo a queda da pelagem.

Queimadura de sol: Acredite, mas os pets também podem acabar pegando sol em excesso e sofrer de queimadura. Para evitar isso restrinja a exposição do cão ou, caso seja inevitável, utilize protetor solar de uso veterinário.

Estresse agudo: Animais que passem por situações estressantes, como mudanças de casa ou mudanças bruscas de rotina, viagens ou perda do tutor podem acabar apresentando queda de pelo excessiva.

Problemas hormonais: Problemas causados por alterações hormonais podem causar alterações da pele e também do pelo do cão, como é o caso do hipotireoidismo.

Alergias: Seja uma alergia alimentar, a medicamentos ou simplesmente alergia de contato, elas também podem provocar a queda de pelos em excesso.

Alimentação para evitar a queda

Alimentação para evitar a queda

A má alimentação pode ser um fator a influenciar na queda excessiva de pelos. Isso porque a carência de alguns nutrientes pode ser um dos responsáveis pelo problema.  A alimentação pode ser ajustada com o consumo de rações premium ou super premium – mais adequadas para suprir as necessidades nutricionais. Além disso, incluir vegetais na alimentação pode ajudar, assim como ômega 3: isso pode ser feito através da troca da ração ou da inclusão de alimentos preparados em casa, assim como suplementação.

Vale lembrar que cães não devem comer a comida de seus tutores. Isso porque a alimentação dos humanos não fornece os nutrientes que eles precisam, portanto caso opte por dar comida ao cão, que seja uma receita preparada especialmente para ele e adequada a suas necessidades nutricionais. Existem diversas receitas que podem ajudar.

Seja como for, essas necessidades devem ser indicadas por um veterinário, uma vez que cada cão tem suas características e indicações.

Suplemento contra queda de pelo do Cachorro

Suplemento contra queda de pelo do Cachorro

Assim como no caso dos seres humanos, o tratamento com suplemento para animais tem o mesmo objetivo de suprir a carência de determinadas vitaminas no organismo. No caso da queda de pelos, estamos falando em ômega 3, ômega 6 e zinco. Porém, em geral as rações disponíveis no mercado já tendem a ter uma composição adequada. Vale a pena ficar de olho na tabela nutricional da ração do seu pet.

Lembre-se de consultar uma opinião de profissional pois a suplementação sem necessidade pode ser prejudicial para o cão.

Dicas para evitar queda de pelo de cachorro

Dicas para evitar queda de pelo de cachorro

Se a queda de pelos for natural, é possível minimizar o problema com alguns cuidados. Veja:

Pense na frequência dos banhos: Dar banho no cão é fundamental, mas é preciso verificar se a frequência é viável. Poucos banhos podem fazer com que os pelos se soltem pela casa, porém o excesso deles também pode acabar agravando o problema por deixar a pele muito seca. A frequencia mais comum é de dois banhos por mês, mas consulte o veterinário a respeito pois isso pode variar. Evite também o uso de produtos humanos para dar banho no seu pet pois podem provocar alergias.

Escove o pelo diariamente: A escovação diária ajuda a desembaraçar os pelos, removendo os fios mortos e atuando na renovação da pelagem. Existem diversos tipos de escova ou mesmo luvas que cumprem papel semelhante e a escolha do tipo de escova correta depende das características da pelagem do cão. Escove no sentido do crescimento do pelo. O uso da escova certa pode fazer com que o momento da escovação seja muito prazeroso para o pet, que gostará de receber atenção.

Lembre-se: em caso de dúvidas ou queda de pelo excessiva consulte o veterinário para fornecer o tratamento adequado.

Add Comment