Com evitar queda de pelo de gato


A queda de pelos de gato costuma ser uma das principais preocupações dos tutores dos felinos. Os bichanos costumam deixar seu rastro pela casa, em roupas, sofás e almofadas e isso é normal e também inevitável: não existem como eliminar completamente o problema.

E claro, é possível tomar alguns cuidados para amenizar a situação e também tratar os quadros nos quais a queda de pelo é excessiva. Veja só

Porque o pelo cai?

Antes de tudo convém lembrar que – na maioria dos casos – a queda de pelos do gato é um processo normal. Assim como cães, coelhos e outros animais, os gatos acabam mudando de pelo de maneira sazonal, para se adaptarem à mudanças de temperatura durante as estações do ano. Na prática, essa troca ocorre no final do verão e no começo da primavera, podendo durar de 1 a duas semanas.

Porém, a queda excessiva de pelos é um problema que exige atenção e tratamento pois é sinal de que algo pode estar errado com a saúde do seu pet. Ela pode ser notada quando existem falhas na pelagem e também quando existem sintomas como coceiras, feridas na pele ou mesmo mudanças de comportamento.

Alimentação para evitar a queda

racao contra queda de pelo do gato

 

A queda de pelos pode ser um sinal de que faltam nutrientes adequados na alimentação do pet. Sendo assim pode valer a pena investir na troca da ração por uma mais nutritiva, com uma composição de menos produtos industriais, como corantes e conservantes. Uma boa ideia é consultar o veterinário e pedir indicações e dicas para saber quais são os nutrientes que podem ajudar a combater o problema.

Caso a queda ocorra por conta de carência de nutrientes, mas o pet não possa consumir os alimentos adequados por algum motivo, a suplementação pode ser cogitada.

Suplemento contra queda de pelo

suplemento contra queda de pelo do gato

Assim como no caso dos humanos, os suplementos servem para suprir a necessidade de nutrientes dos quais o organismo precisa. No que diz respeito a queda de pelos do gato os suplementos que contém zinco, vitamina E, ômega 3 e ômega 6 são especialmente úteis já que atuam nutrindo o bulbo capilar e fortalecendo a pelagem.

De qualquer modo convém consultar o veterinário antes de pensar em suplementação. Isso porque em muitos casos o problema pode ser amenizado com a troca da ração por uma mais nutritiva e com uma tabela nutricional mais adequada. Além disso suplementação inadequada pode acabar fazendo mal para o pet.

Doenças que causam queda de pelo

doencas que causam queda de pelo do gato

Alguns problemas ou doenças podem acabar tendo como sintoma a queda excessiva de pelos do gato, também chamada de alopecia:

Dermatite: Existem diversos tipos de dermatite, sendo que as principais são alérgicas (ocorre após contato do pet com substância ao qual ele é alérgico ou tem intolerância) e psicogênica (distúrbio neurológico que faz o gato se lamber mais que o normal e provocando a queda)

Presença de parasitas: A presença de pulgas, carrapatos e piolhos por exemplo podem provocar coceiras, feridas na pele e queda de pelos.

Bactérias, fungos ou ectoparasitas: A presença de bactérias na pele do felino pode resultar em queda de pelo, coceira e inflamação. Fungos resultam em micose e ectoparasitas podem provocar sarna. Em comum, todos tem a queda de pelos excessiva como sintoma.

Queimaduras solares: Gatos podem sofrer com queimaduras na pele após muito tempo de exposição ao sol, portanto é recomendado restringir a exposição ou, caso necessário, a utilização de protetor solar veterinário para o pet.

Foliculite: Ocorre com a inflamação dos folículos pilosos, que são responsáveis pela produção do pelo. Tem como sintomas as falhas na pelagem, inflamação e a presença de pus na área.

Alopecia areata: O problema afeta corpo e rosto do gato, sem que haja a presença de coceira. As causas do problema são desconhecidas.

Mudanças bruscas de humor: Assim como no caso dos cães, as mudanças de rotina muito bruscas podem provocar estresse, tristeza e ansiedade para o pet, refletindo na queda de pelos.

Dicas para evitar queda de pelo de gato:

como evitar queda de pelo do gato

Algumas dicas podem ajudar a lidar melhor com a queda de pelos do bichano, fazendo parte da rotina de cuidados:

Escove o pelo do gato: A escovação pode amenizar a queda natural uma vez que ajuda a remover a pelagem morta ou que está prestes a soltar, e também ficarão presos na escova, minimizando o trabalho. Existem diversos tipos de escova e até mesmo luvas que fazem esse papel, mas é preciso escolher o produto levando em consideração as características do pelo do gato. Além disso a escovação precisa ser diária.

Banhos: A frequência dos banhos pode interferir na pelagem. Na prática, a frequência deve ser definida levando em consieração a raça do seu gato, mas é preciso dizer que tanto a falta quanto o excesso podem se refletir em queda de pelos. Normalmente os banhos devem ser realizados com intervalos de no mínimo uma semana, nem devem ser utilizados produtos de uso humano pois podem provocar alergias.

Lembre-se: Em caso de dúvidas consulte o veterinário para saber qual é o tratamento e a rotina mais indicada.

Add Comment